domingo, 26 de maio de 2013

Outros anos e Ana

O ano passa... O ano fica... O ano inscreve simplicidades em meu coração. Como Ana...





     Não era novidade pra ninguém. Todos sabiam o quanto ele era impulsivo e teimoso. Não há melhor forma de descrevê-lo do que a inevitável comparação com aquelas mulas desembestadas que empacam fronte aos morros onde sua força mais se faz necessária. Ele já havia entendido que não podia adentar aquela sala, mas ele precisava trocar umas palavras com deus. Assim justificava sua arrogância.

Ele falou umas palavras ao guardião da chave da Sala do Trono. Ele corou as maças do rosto. Sua mão dançou como serpente dócil, humanizada e sensível. Destravou a porta de ouro maciço e no fundo do grande salão pode-se ver um lindo branco reluzente, mesclado pelos tímidos lapsos de brilho que esculpiam o rio de águas cristalinas que descia por detrás de um magistral trono. Sentado sob o mármore que desenhava aquele poder, encontrava-se ele, deus, o Criador, O Todo-Poderoso... Ele O Rei dos Reis... Ele que não encontro predicativo para definir a soberania. Este batia o seu pé direito no chão. Nunca imaginava que deus sofresse de ansiedade. O pó de suas batidas desenhava nuvens que desciam ao firmamento. O som destas batidas orquestrava o ruído do nascimento da vida. Era tudo sublime. Era tudo colossal. Era tudo tudo. Mas uma vez me perdi nas predicações.

O nosso tão destemido jovem, foi alçando em alternar de passos, o encontro com o que poderia ser o seu fim. O menino que enfrentou a vida, venceu a morte e desprotegeu os anjos que guardavam o palácio e destemidamente desafinou os que cantavam hinos de exultação ao pai, se encontrou com o soberano deus e como menino, criança, uma simples criatura diante ao criador desenhou em sonoridades de simplicidade o que no criador produziu a mais bela sinfonia: OBRIGADO POR ESCULPIR ANA LAURA MEIRELLES. Esta não foi a primeira vez que deus chorou, mas foi uma das poucas que em milênios, que ele sorriu.

FELIZ ANIVERSÁRIO ESPOSA!!!

2 comentários:

  1. Que isso em? muito bom

    ResponderExcluir
  2. Ana Laura Meirelles27 de maio de 2013 15:30

    Esposo, pq você faz isso comigo?
    Que orgulho ter você na minha vida!
    Obrigada por tudo, tudo, tudo, tudo...
    Você sempre me faz chorar...
    Obrigada pela pessoa maravilhosa que você é!
    Te amo esposoooo e claro que não poderia deixar de dizer mais uma vez que você é o cara, o escritor mais foda do mundo e meu ídolo de todo o sempre!

    ResponderExcluir